Última hora

Última hora

Governo romeno sob moção de censura

Em leitura:

Governo romeno sob moção de censura

Tamanho do texto Aa Aa

O governo da Roménia enfrenta, esta terça-feira, um voto de censura no parlamento. A moção foi apresentada pelos social-democratas, contra o plano draconiano de austeridade preparado pelo executivo de Emil Boc.

Esta manhã centenas de funcionários públicos e reformados reuniram-se, uma vez mais, em protesto frente à assembleia nacional.

Estes dois sectores serão os mais atingidos pelos cortes orçamentais. O plano prevê, entre outras medidas, uma redução de 25% nos salários dos funcionários, de 15% nas reformas em geral e de 15% nos subsídios de desemprego.

Na Roménia, a média das pensões de reforma não ultrapassa os 170 euros e os pensionistas não se conformam com mais esta injustiça social.

Um homem, que recebe 150 euros, diz que trabalhou 33 anos e a reforma não lhe chega. Gasta um terço do dinheiro em medicamentos e quase não consegue sobreviver. É obrigado a trabalhar para os vizinhos.

Outra pensionista, que recebe 100 euros por mês, pergunta-se como vai sobreviver se lhe retiram 15%. Diz que já não pode tomar medicamentos porque já não tem dinheiro para os comprar.

O governo de coligação de centro-direita, que tomou posse em Dezembro, não tem grande alternativa. Por um lado enfrenta a oposição política e a população revoltada, por outro tem que aplicar as medidas exigidas pelo Fundo Monetário Internacional, pelo Banco Mundial e pela União Europeia para poder ter acesso a mais uma fatia do empréstimo de 20 mil milhões de dólares que lhe foi concedido.