Última hora

Última hora

Irlanda expulsa diplomata israelita

Em leitura:

Irlanda expulsa diplomata israelita

Tamanho do texto Aa Aa

A Irlanda expulsou um membro da embaixada de Israel em Dublin.

As autoridades irlandesas chegaram à conclusão que os passaportes usados pelo comando que matou um líder do Hamas no Dubai foram fabricados na embaixada de Israel em Dublin.

O caso que ficou conhecido como o “Dubai Gate” remonta a 20 de Janeiro. As câmaras de segurança do hotel registaram a entrada dos agentes implicados no assassínio.

A polícia do Dubai apontou o dedo à Mossad e publicou uma lista de 26 suspeitos com passaportes do Reino Unido, da França, da Irlanda, da Austrália e da Alemanha.

O alvo da operação foi Mahmoud Al-Mabhouh um dos fundadores do braço armado do Hamas, considerado por Israel como um elemento central do tráfico de armas do Irão para Gaza.

A Irlanda é o terceiro país a expulsar israelitas por suspeita de envolvimento no Dubai Gate, depois do Reino Unido e da Austrália.

Entretanto, um tribunal de Varsóvia solicitou a transferência para a Alemanha de um israelita detido a 4 de Junho no aeroporto da capital polaca.

O homem é suspeito de cumplicidade na obtenção de um passaporte alemão usado na operação que conduziu ao assassínio do líder do Hamas.