Última hora

Última hora

PE entra no debate sobre o governo económico da Europa

Em leitura:

PE entra no debate sobre o governo económico da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Qual a forma do futuro governo económico europeu? O Parlamento Europeu (PE) quer retirar aos chefes de Estado e de governo dos Vinte e Sete a exclusividade do debate.

A dois dias da cimeira europeia, os eurodeputados não querem deixar as rédeas ao eixo franco-alemão. Angela Merkel e Nicolas Sarkozy propõem que o futuro executivo económico englobe os Vinte e Sete e que se reforcem as sanções para quem não cumprir o Pacto de Estabilidade e Crescimento.

O socialista Martin Schulz denuncia: “Cada vez mais o Conselho Europeu avança na direcção de um executivo europeu intergovernamental, sob comando franco-alemão”.

Guy Verhofstadt, do grupo liberal, defende que “os orçamentos nacionais sejam examinados a nível europeu antes de serem aprovados pelos respectivos parlamentos. É preciso reforçar os poderes do Eurostat”.

Outros pedem uma maior coordenação das políticas. Alain Lamassoure, do Partido Popular europeu, afirma: “O cidadão europeu espera que se acabem com estas contradições das quais somos vítimas. Se alguns países implementam políticas de relançamento económico e outros aplicam planos de austeridade orçamental, estamos em contradição. A Europa pára, o crescimento económico pára e pagaremos isso em termos de emprego e de poder de compra”.

No final, os principais grupos políticos do Parlamento Europeu exigem que seja a Comissão Europeia a pilotar o governo económico da Europa. Um papel reivindicado também por Durão Barroso.