Última hora

Última hora

Quirguistão responsabiliza ex-presidente pela violência

Em leitura:

Quirguistão responsabiliza ex-presidente pela violência

Tamanho do texto Aa Aa

O governo interino do Quirguistão diz que a violência interétnica é uma provocação planeada pelo antigo presidente.

Em conferência de imprensa, o ministro do Interior, Almazbek Otumbayev, declarou que está “à espera que as provocações se repitam nas regiões de Tchiousk e na capital Bichkek”, mas que “desta vez o governo está preparado”.

Por seu turno, o presidente deposto que se encontra exilado na Bielorrússia alega que o executivo provisório é incapaz de resolver a violência interétnica.

Kurmanbek Bakiev considera que a situação é grave e que é preciso enviar as tropas da Organização do Tratado de Segurança Colectiva, uma estrutura militar que reúne vários países da antiga União Soviética.

Uma declaração feita algumas horas após a detenção em Londres de Maxim Bakiev,o filho do ex-presidente que era procurado pela Interpol.

Uma vendedora quirguize afirma que a detenção é justa e que Maxim deve responder pelos seus actos.

O filho do ex-presidente é suspeito de evasão fiscal no valor de oitenta milhões de euros e de estar por trás das violências no sul do país.

Na base dos protestos que derrubaram o governo de Bakiev estão suspeitas de corrupção generalizada.