Última hora

Última hora

Confrontos deixam cidades quirguizes em ruínas

Em leitura:

Confrontos deixam cidades quirguizes em ruínas

Tamanho do texto Aa Aa

O exército patrulha as ruas de Osh, uma cidade em ruínas após os confrontos entre quirguizes e uzbeques.

Uma das questões que permanece sem resposta é saber como tudo começou. A comissão dos direitos humanos da ONU, avança uma hipótese: os confrontos terão sido desencadeados por uma série de cinco ataques coordenados.

O governo provisório acusa o presidente deposto Kurmanbek Bakiev de ter instigado os confrontos. Há relatos de cumplicidade entre o exército e grupos armados que atacam os uzbeques.

A chefe do governo interino, Rosa Otunbayeva, reuniu-se esta quarta-feira com enviados da União Europeia e da OSCE para debater a situação no país.

A maioria dos uzbeques apoia o novo executivo enquanto os quirguizes, sobretudo no sul do país, estão do lado do presidente deposto.

As autoridades temem que a violência chegue à capital. As forças armadas começaram a patrulhar as ruas de Bichkek.