Última hora

Última hora

Populações perdem os bens na intempérie em França

Em leitura:

Populações perdem os bens na intempérie em França

Tamanho do texto Aa Aa

Os danos provocados pela chuva torrencial do último dia no sudeste da França são incalculáveis As ruas das principais localidades afectadas apresentam um cenário dantesco.

Os primeiros trabalhos de recuperação começam em Figaniére ainda que as previsões não sejam muito animadoras.

As chuvas diluvianas chegaram sem aviso prévio.

“Nada, nada, nada. Nada é recuperável Perdi tudo. Uma onda de um metro e meio devastou a loja em 10 minutos”, disse um habitante de Figaniére.

Um habitante de Draguignan com 60 anos diz que nunca tinha visto nada assim.

“A água subiu, subiu. Chegou um momento que ouvimos os vidros a estalar. Tentámos fugir e de seguida veio uma corrente de água que explodiu as janelas e inundou o armazém. Conseguimos sair e subimos para o tejadilho dos camiões”, disse ainda outro habitante de Draguignan.

Draguignan foi a localidade mais atingida pela tragédia, no departamento de Var. Centenas de veículos foram arrastados como brinquedos. Dois metros de água submergiram diversas casas e estabelecimentos comerciais.