Última hora

Última hora

Seguranças do Mundial protestam contra baixos salários

Em leitura:

Seguranças do Mundial protestam contra baixos salários

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de seguranças do Mundial manifestaram-se hoje em Durban contra a remuneração que lhes está ser paga.

A empresa privada de segurança é acusada de estar a pagar salários muito inferiores ao prometido.

O primeiro protesto eclodiu no Domingo depois do jogo Alemanha-Austrália.

O activista de uma ONG sul-africana, Roy Chetty, defende os trabalhadores:

“Se querem que haja um mundial é preciso assumir os custos. A FIFA vai ter lucros de 25 mil milhões de randes. Esse dinheiro vai sair do país, e falo apenas dos direitos de transmissão na televisão. E nós acabamos por ficar com muito pouco”.

Argumentos que não convenceram as empresas privadas de segurança. Dos dez estádios que acolhem competições, quatro são agora controlados pela polícia.