Última hora

Última hora

BP dá explicações e pede desculpas

Em leitura:

BP dá explicações e pede desculpas

Tamanho do texto Aa Aa

Os dirigentes da BP dão explicações sobre a pior catástrofe ecológica da história dos Estados Unidos.

Tony Hayward, o director-geral, comparece esta quinta-feira no congresso, onde deverá explicar a maré negra como “um acidente complexo, resultado de uma sucessão de falhas sem precedentes”.

A BP, que tem estado sob fortes críticas, pediu ontem desculpas, mas o facto de o presidente ter usado a expressão “gentinha” para designar as populações atingidas é mais uma mancha no coração dos residentes da costa do Golfo:

“É tudo lixo. Não é humano. É desumano para nós enquanto cidadãos. Inaceitável”, afirma um residente.

“Creio que nos deviam levar a sério. Nós somos pessoas como as outras”, diz outra mulher.

Uma sucessão de falhas a todos os níveis. A BP tenta, por todos os meios, salvar o que pode ser salvo da sua imagem.

Ontem aceitou a criação do fundo de 20 mil milhões de dólares pedido pelo presidente norte-americano e começa a pôr em prática novas técnicas para conter a dispersão da mancha de petróleo, através da construção das ilhas de areia ao largo da Luisiana.

Por outro lado, foi posto em funcionamento outro sistema de captura do petróleo. O objectivo é tentar recuperar 28 mil barris por dia.