Última hora

Última hora

Chefe de governo do Quirguistão visita Osh para apaziguar tensões

Em leitura:

Chefe de governo do Quirguistão visita Osh para apaziguar tensões

Tamanho do texto Aa Aa

A chefe do governo interino do Quirguistão chegou esta manhã a Osh para tentar apaziguar as tensões.

A cidade do sul do país ficou reduzida a ruínas após os confrontos entre quirguizes e uzbeques.

Rosa Otunbayeva prometeu reconstruir a cidade e criar condições para o regresso dos refugiados.

A violência interétnica obrigou cerca de 400 mil pessoas a fugirem de casa. A maior parte é uzbeque.

Os refugiados encontram-se junto à fronteira com o Uzbequistão mas as autoridades declaram-se incapazes de acolher tanta gente.

Makhabo Ramzhanova, residente de Osh, afirma que “perdeu a esperança” e que não quer que os filhos regressem à cidade.

Há numerosos relatos de violações de raparigas e assassínios de crianças.

O último balanço das autoridades indica que cerca de 200 pessoas perderam a vida nos confrontos mas a dimensão real da violência pode ser dez vezes superior aos números oficiais.

Ainda há relatos de ataques esporádicos em Osh mas a situação está mais calma.

Num gesto de reconciliação, centenas de uzbeques e quirguizes participaram, esta manhã, numa cerimónia religiosa em Jalalabad.