Última hora

Última hora

Um milhão de pessoas afectadas pela violência no Quirguistão

Em leitura:

Um milhão de pessoas afectadas pela violência no Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

Estima-se que um milhão de pessoas tenha sido afectado pelo conflito étnico no Quirguistão. Um milhão de pessoas que precisa de comida e de outros bens essenciais, segundo um cálculo da UNICEF.

São homens, mas sobretudo mulheres e crianças… Deslocados, refugiados, que fogem à violência. Pessoas que perderam a casa.

“Estimamos que haja cerca de 300 mil pessoas deslocadas dentro do Quirguistão, desde que a violência começou na semana passada. Outras cem mil fugiram e procuraram segurança no vizinho Uzbequistão”, disse Andrej Mahecic, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados.

Forças russas vão proteger determinadas instalações estratégicas do Quirguistão. O anúncio foi feito, sexta-feira, pela presidente interina do país, durante uma visita à região afectada pelo conflito. Rosa Otounbaïeva reconheceu que a violência interétnica causou, provavelmente, cerca de duas mil mortes, dez vezes mais que o balanço oficial.

O Conselho dos Direitos Humanos da ONU já pediu ao Governo do Quirguistão um inquérito exaustivo e transparente sobre o conflito.

Este sábado, deve chegar a Osh um avião de ajuda humanitária enviado pelas Nações Unidas.