Última hora

Última hora

A França do futebol desapontada com selecção

Em leitura:

A França do futebol desapontada com selecção

Tamanho do texto Aa Aa

Cabeça tapada, óculos escuros, mas nem assim Nicolas Anelka passou despercebido, na manhã desta segunda-feira, quando chegou a Londres, depois de expulso da selecção nacional francesa de futebol.

A imprensa não se poupa nos comentários, depois do ponta de lança ter sido acusado de insultos a Raymond Domenech.

Ao que parece, enganou-se no nome da mãe do treinador. Um incidente ocorrido no intervalo do jogo com o México. Depois, foi o caos.

Um assunto que está a apaixonar a opinião pública. Uma jovem diz que as chances acabaram:

“Penso que eles já não têm chance e estou desapontada, mesmo desgostosa, com a reacção do Anelka. Penso que não têm qualquer chance de vencer, absolutamente nenhuma”.

E um jovem acha que os escolhidos não foram dignos da escolha:

“Realmente, eles não podem fazer coisas daquelas.
Há milhares de jovens que esperaram por isto durante anos e não tiveram a oportunidades dada a estes 23. Podiam ter ido outros 23”.

Um adepta considera que patético, tudo o que se passou:

“O que é que penso? Isto é patético. Eles são deploráveis”.

E um adepto já pensa no futuro:

“Para ser honesto, sinto-me humilhado. Há um jogo amanhã e nós vamos esperar, vamos apoiá-los, mas eu sinto-me humilhado. Laurent Blanc vai voltar e as coisas vão melhorar”.

A França não esperava passar por isto. A opinião pública era claramente desfavorável à continuidade de Domenech e isso fragilizou-o, perante os jogadores.