Última hora

Última hora

Atentado mata três militares turcos

Em leitura:

Atentado mata três militares turcos

Tamanho do texto Aa Aa

Atentado esta manhã em Istambul fez três mortos e nove feridos, entre eles, três em estado considerado crítico.

Tratou-se da explosão de um rocket, no interior de um autocarro do exército que, ao início do dia, transportava militares, entre as suas residências e os locais de trabalho.

Dos três mortos, dois são militares.

Foi deslocado para junto do acidente um hospital de campanha que prestou os primeiros socorros.

O atentanbdo está a ser atribuído ao PKK, o Partido dos Trabalhadores Curdos que reclama a independência do Curdistão.

O PKK tinha já ameaçado, com acções armadas, contra as cidades da parte ocidental da Turquia.

Esta ofensiva começou no sudeste do país, com ataques contra posições militares. Está agora a aproximar-se das mais importantes cidades.

É uma retaliação à ofensiva do exército, do último fim de semana.

No sábado, o exército lançou uma operação de larga escala contra posições do PKK, nas montanhas de Hakari e Sirnak.

Depois de duelos de artilharia, helicópteros despejaram na zona tropas de elite, enquanto outros helis de combate fustigaram as posições do PKK.

O balanço foi trágico: morreram 12 soldados turcos, e 18 guerrilheiros do PKK.

O PKK iniciou a luta armada em 1984, acabando por ser ilegalizado.

Dos confrontos armados com o exército e as forças de segurança turcas já resultaram, desde então, 40 mil mortos.

Existem 12 milhões curdos, em território da Turquia.