Última hora

Última hora

Israel quer escapar à investigação internacional

Em leitura:

Israel quer escapar à investigação internacional

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro da Defesa esteve esta segunda-feira, em Nova York e pediu ao secretário-geral das Nações Unidas que desista da realização de um inquérito ao assalto à frota humanitária, que provocou nove mortos.

Ehud Barak informou Ban Ki-moon do inquérito que Telavive promoveu que considera, para já suficiente.Uma investigação feita por cinco pessoas, incluindo dois observadores internacionais:

“Partilhei com o secretário-geral os nossos pontos de vista sobre a possibilidade de instauração de um inquérito internacional, ao recente incidente. Expressámos o nosso ponto de vista de que, neste momento, seria melhor esperar, porque há novas frotas em preparação e podiamos esperar algum tempo”.

O ministro da Defesa disse ainda que a Comissão de Inquérito constituída por Israel é verdadeiramente independete e que lhe foram dadas todas as garantias, para que trabalhasse com absoluta isenção.

Ontem, Telavive já tinha dito que iria suavizar o bloqueio à Faixa de Gaza, sinais de algum nervosismo que o assunto está a provocar no governo hebraico..

O Líbano, entretanto, autorizou que um navio humanitário, com destino à Faixa de Gaza, escalasse portos nacionais.