Última hora

Última hora

Comando aliado pode mudar no afeganistão

Em leitura:

Comando aliado pode mudar no afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

A reunião foi rápida. O general Stanley McChrystal vai ser substitudo, no comando das forças aliadas no Afeganistão, como consequência de declarações públicas que a Casa Branca considera escandalosas.

Foi recebido esta tarde pelo presidente Obama. Depois de alguns minutos de reunião, consumou-se a demissão.

Tudo, por causa da entrevista do general à revista Rolling Stone, com críticas altos funcionários da administração. Baracak Obama mandou chamar o general:

“A decisão que eu vier a tomar a respeito do general McCrhystal ou a qualquer outro aspecto da política afegã, será inteiramente determinado pela certeza de que temos uma estratégia que justifique a coragem e o sacrifício enormes que aqueles homens e mulheres fazem ali e que torna, finalmente, este país mais seguro”.

A revista Time e a Cadeia de Televisão CNN dizem que o general se adiantou e que, à partida para Washington, já levava a sua carta de resignação no bolso.

Mas o seu comando merece elogios, entre os afegão:

“O general McCrhystal fez um muito bom trabalho estratégico, no Afeganistão e o povo afegão apoia-o e apoia seu plano”.

Richard Holbrook, o enviado para o Afeganistão e Paquistão é considerado na entrevista como um “animal ferido”. Outro conselheiro de Obama, James Jones é discrito como um “palhaço”. E atê o vice presidente, Joe Biden foi redicularizado,