Última hora

Última hora

Inundações agravadas por rebentamento de dique na China

Em leitura:

Inundações agravadas por rebentamento de dique na China

Tamanho do texto Aa Aa

Na China, às chuvas torrenciais soma-se agora o rebentamento de um dique, que obrigou as autoridades a deslocarem 100 mil habitantes. Desta vez, não houve vítimas mortais a lamentar mas, na última semana, as chuvas e as inundações já provocaram a morte a mais de 210 pessoas e mais de uma centena continua desaparecida.

Foi perto da cidade de Changkai, na província de Jiangxi, que o dique do rio Fu rebentou. Os militares foram requisitados para socorrer as vítimas. Mais de 15 mil pessoas, entre militares e polícias, tentam colmatar os cerca de 400 metros da brecha do dique.

A população conta como foi a enxurrada. “Por volta da uma da manhã, a água começou a subir. Subiu muito depressa, quase 60 centímetros de uma vez. A água veio do dique que rebentou”, explica um habitante. Uma senhora com um filho nos braços explica: “Ao princípio, não queríamos sair, mas avisaram-nos de que ia haver chuvas torrenciais nos próximos dias, por isso decidimos sair, com as crianças.”

Desde o passado dia 13, as inundações já afectaram mais de 29 milhões de pessoas e quase dois milhões e meio foram deslocadas. A China sofre sistematicamente da alternância entre períodos de chuva e de seca. Uma grande parte das zonas inundadas estava agora a terminar a pior seca do último século.

Os meteorologistas prevêem que as chuvas continuem até sábado.