Última hora

Última hora

Quirguistão: Regresso dos primeiros refugiados

Em leitura:

Quirguistão: Regresso dos primeiros refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

Os refugiados do Quirguistão começam, pouco a pouco, a regressar à cidade Osh, mas a etnia uzebeque receia mais ataques dos quirguizes.

Durante os confrontos das últimas semanas, cerca de 400 mil pessoas refugiaram-se na fronteira com o vizinho Uzebequistão. Agora, cerca de cinco mil regressam voluntariamente e não conseguem suster as lágrimas perante o cenário de destruição.

“Olhe para isto, era a nossa escolam não sobrou nada”, refere uma mulher, acrescentando: “Temos medo que possa acontecer o mesmo outra vez. Não desejamos a ninguém uma coisa destas e não sabemos o que nos espera”.

A tensão é palpável e a insegurança é enorme.
Vários residentes afirmam que foram espancados pelos soldados e que as jóias e o dinheiro que possuiam lhes foram roubados, assim como os mantimentos que receberam da ajuda humanitária.

O governo interino está a preparar um referendo para o dia 27 de Junho sobre a reforma constitucional, na sequência do golpe que derrubou o presidente Kurmanbek Bakiev, em Abril.

A comunidade internacional teme que o conflito étnico no país se estenda a outras regiões da Ásia Central.