Última hora

Última hora

Atentado contra ministro grego

Em leitura:

Atentado contra ministro grego

Tamanho do texto Aa Aa

O Ministério grego da Ordem Pública foi alvo de um atentado. Um engenho explodiu no sétimo andar e matou um responsável da polícia. A explosão aconteceu num gabinete situado a poucos metros do escritório do ministro, que escapou ileso.

Nas mesmas instalações, altamente vigiadas, encontra-se a sede da polícia. É a primeira vez que um ataque atinge o núcleo da segurança do país.

O ministro Michalis Chryssohoïdis promete encontrar os responsáveis. “Um grupo de cobardes matou um polícia honesto e pai de dois filhos. Não vamos ficar assustados nem aterrorizados. Vamos continuar a batalha para proteger os cidadãos. Estes assassinos cobardesserão punidos e julgados segundo a lei e a Constituição”, afirmou.

O ministro é visto como uma figura emblemática da luta antiterrorista. Chegou ao poder em Outubro do ano passado e prometeu desmantelar todos os grupos extremistas. Em Abril, foram detidos seis alegados membros do grupo Luta Revolucionária, que desde 2003 reivindicou 15 atentados. O ataque desta quinta-feira ainda não foi reivindicado.

O atentado acontece num momento de forte contestação social no país, depois da adopção do plano de austeridade para lutar contra a crise económica.