Última hora

Última hora

Bielorrússia ameaça fechar torneira do gás para a Europa

Em leitura:

Bielorrússia ameaça fechar torneira do gás para a Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Um novo episódio na guerra do gás entre a Rússia e a Bielorrússia está agendado para esta manhã.

O governo de Minsk ameaça cortar o trânsito de gás para a Europa, se a companhia de gás russa não pagar à sua congénere bielorrusa, os 260 milhões de dólares que tem em dívida.

A ameaça foi proferida pelo vice-primeiro-ministro Vladimir Semashko:

“Pedi, e depois desta conferência vou assinar o documento dirigido ao presidente da Gazprom, para pagar 260 milhões de dólares à Beltransgaz até amanhã às dez horas. Se não, seremos forçados a interromper o trânsito de todos os hidrocarbonetos que passam pelo território da Bielorrússia”.

A Lituânia, que depende a 100% do gás russo, já começou a sentir os efeitos dos cortes do gás. A Comissão Europeia tem dificuldades em engolir esta ameaça:

“Se houver problemas com a Lituânia – que já sentiu um corte de 40% – não é só um problema deste Estado membro, é um ataque contra toda a União Europeia”, declarou o comissário europeu para a Energia.

Guenther Oettinger anunciou que Bruxelas vai enviar uma equipa de peritos à Bielorrússia, para verificar as causas da redução do fluxo de gás e avisou Minsk que não vai tolerar que a União Europeia seja utilizada como arma nas suas disputas com a Rússia.