Última hora

Última hora

A Alemanha despenaliza eutanásia medicamente assistida

Em leitura:

A Alemanha despenaliza eutanásia medicamente assistida

Tamanho do texto Aa Aa

O supremo tribunal alemão, deliberou hoje que não é punível por lei a interrupção do suporte de vida, pelos médicos, a um doente em estado terminal desde que autorizada pelo próprio paciente.

A decisão foi assim favorável ao recurso de um advogado, Wolfgang Putz, especializado em direito da medicina, acusado de tentativa de homicídio e condenado a nove meses de prisão, de pena suspensa, por aconselhar a filha de uma mulher em coma a recorrer à eutanásia.
Ela assim fez e cortou o tubo de alimentação.

O causídico mostrou-se satisfeito com a decisão pois agora a medicina paliativa pode trabalhar sem recear os advogados.

A Alemanha junta-se assim a países como a Holanda, a Bélgica a Suíça ou o Luxemburgo onde a eutanásia medicamente assistida é permitida por lei.

Em Portugal a questão ainda não foi à Assembleia no entanto a elaboração de testamentos vitais é já uma realidade no país.

As leis portuguesas não o proíbem, porém o assunto ainda não está regulamentado.