Última hora

Última hora

Milhares de Mujahidin em Paris

Em leitura:

Milhares de Mujahidin em Paris

Tamanho do texto Aa Aa

Os Mujahidin do povo reuniram este sábado em Paris milhares de opositores ao regime dos aiatolas no Irão.

O grupo, liderado Maryam Rajavi, presidente do Conselho Nacional da Resistência iraniana defende sanções mais severas contra Teerão se as potências internacionais desejam controlar o programa nuclear do país.

Shahin Gobadi, porta-voz dos Mujahidin do povo, explica.

“Nós achamos que as sanções são positivas mas não suficientes. A política para o Irão deve apoiar-se nas mudanças exigidas pelo povo e pela resistência iranianos. Esta é a mensagem que pretendemos dar à comunidade internacional”, referiu.

Retirados da lista de organizações terroristas da União Europeia mas ainda classificados como tal por Washington, os Mujahidin do povo contaram com a presença o antigo embaixador norte-americano na ONU, John Bolton, e José Maria Aznar.

O antigo primeiro-ministro espanhol referiu que a comunidade internacional “perdeu uma grande oportunidade por não ter dado um apoio mais forte aos manifestantes nas ruas iranianas no ano passado. As sanções não são suficientes”, acrescentou.

Fundados em 1965 com o objectivo de derrubar o Xá e depois o regime islâmico, os Mujahidin do povo foram expulsos do irão no anos 80.