Última hora

Última hora

Eleições históricas na Guiné-Conacri

Em leitura:

Eleições históricas na Guiné-Conacri

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiras eleições livres na história da Guiné Conacri. Quatro milhões e duzentos mil eleitores foram este domingo às urnas para escolherem o próximo presidente.

Os resultados serão conhecidos dentro de uma semana.

Os observadores dizem que as eleições decorreram com serenidade. “Não tivemos grandes incidentes, nem problemas. Além disso, houve 16 representantes de partidos políticos a acompanhar a votação e nenhum se queixou”, relata Mouhamed Touré, presidente de uma assembleia de voto.

País pobre com enormes recursos minerais, a Guiné-Conacri conquistou a independência em 1958. Desde então, sucederam-se as ditaduras, civis e militares.

Por isso, as expectativas são grandes. De 24 candidatos, os favoritos são o opositor histórico Alpha Condé e os antigos chefes de governo Sidya Touré e Cellou Dalein Diallo.

Se ninguém conseguir uma maioria simples, haverá uma segunda volta, a 18 de Julho.