Última hora

Última hora

G20: países assumem compromisso de redução de défices

Em leitura:

G20: países assumem compromisso de redução de défices

Tamanho do texto Aa Aa

O corte dos défices para metade até 2013 foi o grande compromisso assumido, este domingo, pelos dirigentes do G20, no final da Cimeira em Toronto.

Os líderes das 20 nações mais ricas e emergentes do mundo acordaram, também, no prazo de seis anos a estabilição dos níveis da dívida face ao Produto Interno Bruto.

“Concordámos em continuar os nossos esforços para estimular o emprego. Enquanto presidente, essa é a minha principal prioridade económica.
É por isso que estamos focados no aumento da procura global. Cada economia é única e cada país escolhe o seu próprio caminho. Mas não se iludam: Caminhamos na mesma direcção”, sublinhou Barack Obama.

No fim da conferência do G20 o chefe do executivo canadiano mostrou-se satisfeito. A proposta submetida pelo Canadá a esta cimeira evidenciou plena aceitação. O primeiro-ministro canadiano congratulou-se pelos acordos firmados e mostrou-se confiante em como aqueles objectivos serão cumpridos.

“Todos os acordos são voluntários pois somos países soberanos. Mas fizemos compromissos e o mundo observa o nosso desempenho. No caso das metas de tributação, é mais do que um acordo entre os líderes, é um acordo para os mercados”, declarou Stephen Harper, o primeiro-ministro canadiano.

Embora a proposta de um imposto global sobre transacções financeiras tenha sido chumbado, o G20 entendeu que tal taxa deve ser instaurada unilateralmente pelos países que a quiserem. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou já que a França, a Alemanha e o Reino Unido irão criar esse imposto.

O tema Irão esteve também presente no final da cimeira do G20. A CIA divulgou um relatório onde afirma que o Irão dispõe de urânio enriquecido suficiente para fabricar duas bombas atómicas.