Última hora

Última hora

Tempestade tropical ameaça luta contra a Maré Negra

Em leitura:

Tempestade tropical ameaça luta contra a Maré Negra

Tamanho do texto Aa Aa

A tempestade tropical Alex ameaça atrasar as operações de limpeza da maré negra no Golfo do México.

Desde logo porque pode empurrar mais petróleo para a costa. Depois porque impede o avanço de um terceiro navio para armazenar o crude e obriga à estagnação das escavações de poços secundários para recuperar petróleo.

Esta segunda-feira, o comandante da Guarda Costeira, o almirante Thad Allen, falou num possível atraso de 14 dias. Admitiu que “a tempestade pode agravar a maré negra” e que essa é uma “possibilidade ao longo de toda a estação dos furacões”.

Ontem, muitos barcos ficaram ancorados. Os ventos fortes impediram a partida de centenas de embarcações que, diariamente, participam nas operações de limpeza.

Outra tempestade para a BP é a económica. A maré negra está a custar ao grupo quatro milhões de dólares por hora, de acordo com os últimos números divulgados.