Última hora

Última hora

Imprensa alemã ataca Merkel

Em leitura:

Imprensa alemã ataca Merkel

Tamanho do texto Aa Aa

Os dias de Merkel no poder estão contados. É pelo menos a opinião de muitos dos jornais alemães. Os principais títulos desta manhã dizem que a chanceler “caiu em desgraça”, que “está acabada” e há mesmo um diário que escreve “Wulff ganha – Merkel perde”.

A oposição não tem dúvidas. Renate Künast, dos Verdes, afirma: “É a contagem final para Angela Merkel”. A situação é desconfortável para a chanceler que tenta equilibrar uma balança onde nem a coligação está em sintonia.

Para o Ministro da Defesa a coligação tem que funcionar correctamente. “O principal é que as coisas funcionem no fim e não no princípio”. Acrescenta que é preciso fazer um esforço e um bom trabalhar.

Uma sondagem realizada por um canal de televisão alemão demonstra que 86% dos cidadãos estão insatisfeitos com as medidas tomadas pela chanceler. Mas há quem defenda o novo presidente Christian Wulff. O chefe de estado mais jovem da Alemanha.

Uma berlinense pensa que “é possível que alguém mais jovem possa fazer as coisas de uma maneira diferente da dos outros presidentes”.

Uma outra diz que tudo o que está a acontecer é uma bofetada na chanceler.

“É um acidente de percurso mas não vai acontecer nada de importante”, afirma um alemão.

A expectativa quanto ao futuro é grande, mas a chanceler acredita que Christian Wulff é a pessoa certa para ajudar a solucionar as situações difíceis do país.

Numa altura em que é imperativo seguir com o plano de austeridade o consenso no seio da coligação pode ser o calcanhar de Aquiles de Angela Merkel.