Última hora

Última hora

Polónia prepara-se para eleger novo presidente

Em leitura:

Polónia prepara-se para eleger novo presidente

Tamanho do texto Aa Aa

A campanha para a segunda volta das presidenciais na Polónia avança para a recta final. Esta sexta-feira, os candidatos desdobraram-se em argumentos, para convencer um eleitorado ainda mal refeito das recentes inundações e da morte do malogrado Lech Kaczynski num acidente de aviação.

Bronislaw Komorowski ou Jaroslaw Kaczynski, um deles será o novo chefe de Estado, a partir de domingo.

Apesar de as sondagens indicarem uma vantagem do europeísta Komorowski, os analistas dizem que tudo é possível, à medida que o conservador Kaczynski se aproxima cada vez mais do rival.

“Neste momento estamos a braços com uma escolha entre duas visões da Polónia. A escolha entre a quarta república, aquela que vivemos entre 2005 e 2007, e uma Polónia mais liberal e democrática na verdadeira acepção da palavra”, diz Iwona Jakubowska-Branicka, professora de sociologia na Universidade de Varsóvia.

Os dois candidatos divergem quanto às reformas do mercado, adopção do euro e o papel da Polónia na União Europeia.

Para os analistas, os resultados de domingo dependerão menos do programa eleitoral do que da abstenção. Um risco que o eurocéptico Kaczynski parece não vir a correr com um eleitorado menos flutuante.