Última hora

Última hora

Vinho é motivo de discórdia em Bruxelas

Em leitura:

Vinho é motivo de discórdia em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Famosa pelo chocolate, ao que parece a Bélgica também dá bom vinho. Pelo menos, o que vem da plantação de Armand Ell, o único produtor em pleno centro de Bruxelas, que pode ter os dias contados.

A actividade já tem mais de 37 anos e é o orgulho da comunidade local, mas agora a comuna quer reaver o espaço público. O produtor promete defender o património com a vida, e justifica.

“Não usamos fertilizantes. Cultivamos tal como os monges o faziam há mil anos, com “húmus vivus”, falando em latim. É um composto orgânico, como nas florestas”, diz Armand Ell, produtor de vinho belga.

Armand assegura que tem pouco a lucrar com o vinho que faz as delícias dos belgas. 15 de Outubro é o prazo dado para o produtor abandonar o local.

“Somos muito procurados por escolas, associações locais, cidadãos, que querem ter um terreno para cultivo orgânico. Por isso, tivemos de optar entre continuar com uma plantação vinícola privada, ou responder aos pedidos dos locais”, justifica Michel de Herde, vereador do ambiente na comuna de Schaerbeek.

O braço-de-ferro promete continuar nos próximos tempos, com muito vinho à mistura. Armand Ell produz cerca de 250 litros por ano e a comunidade é que pode saborear o néctar, gratuitamente.