Última hora

Última hora

EUA: três suspeitos de espionagem admitiram ser russos

Em leitura:

EUA: três suspeitos de espionagem admitiram ser russos

Tamanho do texto Aa Aa

São já três os suspeitos de espionagem a favor do Kremlin que admitiram, perante a Justiça norte-americana, serem cidadãos russos.

Um casal, ouvido num tribunal de Virginia, revelou as verdadeiras identidades, um dia depois de um suposto uruguaio ter admitido, em Nova Iorque, a sua origem russa.

O único suspeito detido fora dos Estados Unidos – o canadiano Christopher Metsos – continua a monte depois de ter sido libertado sob caução na ilha de Chipre.

A Justiça norte-americana só aceitou, até ao momento, a libertação sob fiança de uma jornalista peruana, entre os 10 suspeitos detidos no seu território.

O ministro cipriota da Justiça admitiu esta sexta-feira que será “muito complicado” deter Metsos em Chipre já que, na opinião de Loucas Louca, ele terá escapado da parte cipriota-grega da ilha.

Metsos é alvo de um mandado de captura internacional, mas pode ter escapado para a República Turca de Chipre do Norte, sem qualquer acordo de extradição pelo facto de ser um Estado autoproclamado.