Última hora

Última hora

Eric Woerth, o ministro que está a abalar o governo francês

Em leitura:

Eric Woerth, o ministro que está a abalar o governo francês

Tamanho do texto Aa Aa

O que começou por ser um caso familiar transformou-se em assunto de Estado. No centro da polémica que abala o governo francês está Eric Woerth, ministro do Trabalho.

“Estou completamente chocado. Sou tesoureiro do meu partido há oito anos e não me sinto culpado de nada. Tudo é claro e transparente”, declarou Woerth aos jornalistas.

Tudo começou há três anos. A filha de Liliane Bettencourt apresentou uma queixa em tribunal contra um fotógrafo. François-Marie Banier recebeu doações da milionária no valor de mil milhões de euros. A filha acusou-o de ter abusado da fragilidade psicológica da mãe. Para o provar, utilizou gravações clandestinas em casa de Liliane Bettencourt.

Só que nos registos, o gestor da fortuna, Patrice de Maistre, afirma ter contratado a esposa de Eric Woerth a pedido do próprio, que na altura era ministro do Orçamento. Alguns meses depois, recebe das mãos do governante a Legião de Honra.

Nas gravações, subentende-se ainda que a milionária tem contas não declaradas no estrangeiro e que nunca foi alvo de qualquer controlo das finanças. Ficam no ar as suspeitas de que o ministro fechou os olhos à fraude fiscal, ao mesmo tempo que recebia – enquanto tesoureiro -contribuições para o partido de Nicolas Sarkozy.

Eric Woerth já anunciou que não se vai demitir, no meio de uma tormenta política que custou o cargo a dois secretários de Estado, este domingo.