Última hora

Em leitura:

Palestinianos e Israelitas exigem reabertura de negociações para libertar prisioneiros


Israel

Palestinianos e Israelitas exigem reabertura de negociações para libertar prisioneiros

Separados pela fronteira, mas unidos na mesma reivindicação, palestinianos e israelitas exigiram ontem a libertação dos seus prisioneiros.

Do lado de Israel, dezenas de milhares de pessoas assinalaram o quarto aniversário de cativeiro do soldado Gilad Shalit com um concerto em Sderot. O militar de 23 anos foi sequestrado pelo movimento Hamas na fronteira de Gaza em 2005.

Para os organizadores do concerto é urgente reabrir negociações para permitir que a Cruz Vermelha possa visitar o militar franco-israelita.

“Os nossos pensamentos vão para o soldado Shalit, que sofre na solidão há quatro anos sem direito a qualquer visita. Este concerto pretende apelar ao governo para agir de forma positiva, reabrindo negociações para permitir que o militar receba visitas”.

Os pais do soldado Shalit iniciaram hoje uma marcha para exigir a libertação do filho, junto ao local em que foi sequestrado e que deverá terminar na residência do primeiro-ministro em Jerusalém.

Do outro lado da fronteira, em Gaza, dezenas de palestinianos exigiram igualmente que Israel liberte centenas de prisioneiros. Desde há vários meses que o Hamas propõe uma troca de prisioneiros para libertar o soldado sequestrado, cujo paradeiro permanece desconhecido.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Polónia: Que futuro?