Última hora

Última hora

Leterme: "A Europa não deve ficar no banco dos suplentes"

Em leitura:

Leterme: "A Europa não deve ficar no banco dos suplentes"

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa não deve ficar no banco dos suplentes….a expressão futebolística foi usado por Yves Leterme para evocar a importância de a Europa confiar nos seus próprios recursos para avançar nestes tempos de crise.

A motivação esteve no centro do discurso do primeiro-ministro belga em funções perante o Parlamento Europeu, ao qual apresentou o programa da presidência semestral: “No outro lado do mundo, os futebolistas europeus dão-nos o exemplo de coragem, de autoconfiança e de vontade de vencer… mas esta Europa não consegue ser feliz”.

Reforço da governação económica, supervisão financeira e dos fundos especulativos, criação do serviço diplomático europeu, negociações climáticas são alguns dos mais de 70 dossiês europeus que a Bélgica terá de tratar. A dificuldade adicional é que o governo belga é provisório.