Última hora

Última hora

Troca de espiões poderá avançar amanhã

Em leitura:

Troca de espiões poderá avançar amanhã

Tamanho do texto Aa Aa

É um caso de espionagem digno dos tempos da Guerra Fria.

Moscovo propõe a Washington trocar um cientista americano detido por espionagem por um dos dez, alegados, agentes detidos na semana passada nos Estados Unidos.

O perito nuclear foi condenado em 2004 a 15 anos de prisão por passar informações secretas a uma empresa britânica.

Um pesadelo, que segundo a advogada de Igor Sutyagin está perto do fim:

“Apesar da situação ele aceitou ser extraditado e entendeu que num caso como este não tem hipótese de recusar até porque estaria a hipotecar a própria vida.”

De acordo com a advogada, a troca de agentes poderá ocorrer já amanhã. Ao que tudo indica, o cientista americano deve seguir para o Reino Unido, após uma passagem por Viena.

10 pessoas foram detidas no final de Junho pelos Estados Unidos acusadas de espionagem ao serviço da Rússia.

Entre elas está Anna Chapman, uma russa de 28 anos também conhecida por “mulher fatal” e que conservou o sobrenome do ex-marido britânico.

Segundo Alex Chapman, a ex-mulher foi recrutada pelo sogro, também ele um agente do KGB.