Última hora

Última hora

Primeiro transplante total de rosto em França

Em leitura:

Primeiro transplante total de rosto em França

Tamanho do texto Aa Aa

Com sucesso, acaba de ser realizado em França um transplante total de rosto. A operação teve lugar no final de Junho no hospital Henri Mondor de Créteil, subúrbio do sudeste de Paris, pelo professor Laurent Lantieri.

O paciente, um homem de 35 anos, sofria de uma doença genética muito rara. O transplante total de rosto consiste em extrair todo o rosto de uma pessoa falecida, incluindo a boca e as pálpebras, e transplantá-lo numa pessoa viva.

O cirurgião explicou que o transplante das pálpebras constituía um real desafio técnico, já que se trata da parte mais difícil de implantar.

Para Lantieri o transplante será verdadeiramente um êxito quando o paciente deixar o hospital e se reintegrar à sociedade por tem de esperar pelo crescimento dos nervos que darão movimento e expressão ao novo rosto.

O doente sofria de neurofibromatose já havia recebido em 2007 um transplante de rosto neste mesmo hospital.

A neurofibromatose é uma doença genética que provoca a aparição de tumores nos tecidos nervosos e cutâneos. Pode causar problemas vasculares ou deformações corporais.