Última hora

Última hora

Brasil: Guarda-redes do Flamengo entregou-se à polícia

Em leitura:

Brasil: Guarda-redes do Flamengo entregou-se à polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Bruno Souza, o guarda-redes do Flamengo suspeito de assassinato de uma ex-namorada foi detido no Rio de Janeiro depois de se ter rendido à polícia.

É acusado de ter planificado e ter participado no rapto e na morte de Eliza Samudio, uma modelo com quem teve um caso no ano passado.

Da ligação terá nascido uma criança, cuja paternidade o jogador não queria reconhecer. Um investigador da polícia conta o desfecho do crime:

“Amarrou… para trás. E ela falou assim: eu não aguento mais apanhar – ela clamando com esse paulista, com esse Bola. E ele respondeu: você não vai apanhar mais, vocês vai morrer!”

O crime ocorreu numa casa de campo do guarda-redes do Flamengo, em Minas Gerais, no princípio do mês de Junho. Eliza terá sido estrangulada. O corpo da jovem de 25 anos terá sido cortado aos bocados e dado a comer a cães treinados pelo homem que a matou.

Segundo o testemunho de um primo de Bruno Souza, foi um ex-polícia, Marcos Aparecido Santos, o autor material do crime.