Última hora

Última hora

Jornalistas contra a "lei da mordaça"

Em leitura:

Jornalistas contra a "lei da mordaça"

Tamanho do texto Aa Aa

A revolta dos jornalistas em Itália contra a lei da que o governo italiano quer impôr ao meios de comunicação.

O protesto da Federação Nacional da Imprensa italiana, contra a política de Silvio Berlusconi, levou hoje à supressão de jornais, noticiários nas rádios televisão e informação nos portais online.

O presidente do sindicato explica o projecto de lei prevê sanções pesadas para editores dos meios de comunicação social que publiquem o conteúdo de escutas judiciais.

A lei foi aprovada em 10 de Junho passado pelo Senado italiano e agora deverá passar por uma nova leitura no Parlamento.

Berlusconi considera essa norma indispensável para proteger a intimidade dos cidadãos apesar das criticas da oposição de esquerda e principalmente da magistratura, que considera que a lesgislaçao afecta a luta contra a máfia.

Em resposta, Berlusconi avançou com uma sondagem que dá nota de que 63% dos italianos aprovam a sua gestão