Última hora

Última hora

Rússia e Estados Unidos trocam espiões

Em leitura:

Rússia e Estados Unidos trocam espiões

Tamanho do texto Aa Aa

Os quatro prisioneiros libertados pela Rússia em troca dos dez expiões russos deportados pelos Estados Unidos chegaram esta manhã ao aeroporto de Viena, a capital da Áustria, de onde deverão seguir para os Estados Unidos.

A troca foi acordada entre os presidentes Barack Obama e Dmitri Medvedev, depois de os agentes russos se terem dado como culpados das acusações de espionagem e falsa identidade que estavam acusados.

Os dez agentes russos trabalhavam há vários anos nos Estados Unidos para os serviços de informação russos. Entre eles está Anna Chapman, cujas fotos e detalhes sobre a vida sexual fascinaram os media americanos.

O escândalo começou a 28 de Junho quando os Estados Unidos divulgaram a descoberta de uma rede suspeita de espionagem. Nos últimos dias muito se tem dito sobre os acordos de troca de espiões entre os dois países, mas advogada de um dos agentes russos garante que tudo não passa de rumores:

“Enquanto não receber um telefonema dele, todas as informações são baseadas em rumores, porque as fontes oficiais não divulgaram ainda nenhuma informação”, afirmou.

Um décimo primeiro suspeito do caso de espionagem nos Estados Unidos continua a monte. Christopher Metsos pôs-se em fuga depois de ter sido detido na ilha de Chipre e libertado sob caução.
Há quem afirme que se encontra na parte turca da ilha.