Última hora

Última hora

Israel mantém bloqueio humanitário

Em leitura:

Israel mantém bloqueio humanitário

Tamanho do texto Aa Aa

Israel insiste no bloqueio e, por essa razão, não permite que o navio humanitário fretado pela Líbia atraque ao Porto de Gaza.

Um membro da organização humanitáriia que segue a bordo garantiu, pelo telefone, que é exactamente para Gaza que o navio se dirige.

O navio partiu de um porto grego, a 60 quilómetros de Atenas. Chegou a dizer-se que faria uma escala no Egipto, mas houve correcção de rota.

O Gabinte de Segurança da Israel esteve reunido e, o seu coordenador, diz que a política é para manter:

“Israel não trocou de política e é uma política muito clara. Nenhum navio poderá chegar a Gaza e, se quiserem fazer o transfer da carga humanitária para o povo de Gaza, serão bem recebidos em Ashdod”.

Mas é para Gaza que o navio se dirige, e não para o porto de Ashdod, como pretende Israel.

A bordo vão 2000 toneladas de carga humanitária, 12 tripulantes e nove activista da Fundaçao dirigida pelo filho do lider líbio, Mouammar Kadhafi.

Um número crítico, para quem acredita em coincidências. A 31 de Maio – recorde-se – o exército israelita interceptou uma frota humanitaria, procedente da Turquia e, dos confrontos, resultaram exactamente nove mortos, entre os activistas que seguiam a bordo.