Última hora

Última hora

Karlovy Vary consagra "La Mosquitera"

Em leitura:

Karlovy Vary consagra "La Mosquitera"

Tamanho do texto Aa Aa

O quadragésimo quinto festival de cinema de Karlovy Vary, na República Checa, encerrou este fim de semana.

O filme do realizador catalão Agusti Vila , “La Mosquitera” arrecadou o Globo de Cristal. Nesta película Geraldine Chaplin, a filha de Charlie Chaplin interpreta uma personagem muda.

“Pensei que nunca poderia ter Geraldine Chaplin num papel tão pequeno, mas falei com o produtor que me disse que lhe parecia uma boa ideia e enviou o guião a Geraldine. Ela leu-o e acabou por fazer o papel mudo. Ficou muito contente porque dizia: sempre fiz cinema sonoro e agora faço algo como o meu pai”, conta o realizador.

“La Mosquitera” revela a história de uma família através de várias gerações.

O prémio especial do juri, presidido pelo produtor americano Ron Yerxa, foi atribuído ao filme de animação “Kooky”. O director Jan Sverak explica como deu vida aos brinquedos que serviram de personagens:

“Usámos os computadores para apagar os fios… usámos estes bonecos…mas não é um filme de bonecos é um filme de brinquedos. Tínhamos cordas e eles moviam-se à volta de paus e falavam com estes animais… é algo diferente”.

Kooki é um filme sobre brinquedos que, depois de deitados ao lixo, ganham nova vida.

O Festival Internacional do Filme de Karlovy Vary, na República Checa, é um dos mais antigos da Europa e constitue a ponte ideal entre o cinema do Leste e do Ocidente, prestando homenagem este ano ao actor britânico, Jude Law e ao realizador russo, Nikita Mikahilkov.