Última hora

Última hora

Ecofim discute testes de resistência

Em leitura:

Ecofim discute testes de resistência

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças da União Europeia estão reunidos em Bruxelas, para tentar ultrapassar as divergências sobre a puiblicação dos resultados dos testes de resitência dos bancos europeus.

No princípio, dizia-se que só o Reino Unido se opunha a essa publicação. Mas agora há mais estados membros que temem os efeitos dessa divulgação.

À entrada para a reunião, o ministro cipriota estava optimista:

“Continuamos optimistas que a publicação dos testes seja um sinal da saúde do sistema bancário europeu, sejam quais forem os resultados, e mesmo que alguns bancos tenham falhado esse teste de resistência. Penso que é importante para mostrar aos investidores e ao público que o sistema bancário europeu, na sua maioria, permanece forte”.

Há uma semana, foi publicado o relatório sobre as modalidades dos testes feitos a 91 bancos, pelo Comité Europeu de Controles Bancários.

A França quer esclarecer também se devem ser publicadas as taxas de exposição dos bancos, à dívida soberana dos estados.

Neste aspecto, o caso mais preocupante continua a ser o da Grécia, apesar dos bons indicadores, deixados por uma operação de refinanciamento – uma oferta de títulos do tesouro, no valor de 1,6 mil milhões de euros.

A afluência de investidores foi considerada um sucesso. Um sinal de confiança, depois de desbloqueado o plano de ajuda da União Europeia.