Última hora

Última hora

China: mais de um milhão de desalojados pelas chuvas torrenciais

Em leitura:

China: mais de um milhão de desalojados pelas chuvas torrenciais

Tamanho do texto Aa Aa

A fúria das chuvas que se abatem desde o início do mês no sul e no centro da China e as consequentes inundações já fizeram mais de uma centena de mortos e perto de 50 desaparecidos.

Números avançados por Pequim, que não especificou se incluem os mais de 40 mortos em deslizamentos de terra no sudoeste do país.

Nalgumas zonas afectadas, grupos de soldados recorrem a explosões controladas para tentar desviar as águas das zonas residenciais.

A Barragem das Três Gargantas – a maior central hidroeléctrica do mundo, no município de Chongqing – teve de abrir as comportas pela primeira vez este ano, face à subida do nível das águas.

As chuvas torrenciais afectam mais de trinta milhões de chineses. As inundações e deslizamentos de terra destruiram mais de 100 mil casas, obrigando a realojar em abrigos improvisados mais de um milhão de pessoas.

Os serviços meteorológicos prevêem novas precipitações e a possibilidade da chegada de um tufão nos próximos dias.