Última hora

Última hora

Pablo Pacheco: "Raul Castro pode mudar as coisas em Cuba"

Em leitura:

Pablo Pacheco: "Raul Castro pode mudar as coisas em Cuba"

Tamanho do texto Aa Aa

Pablo Pacheco integra o primeiro grupo de presos políticos cubanos que já chegaram a Madrid. Em 2003, o jornalista foi detido e condenado a 20 anos de prisão. Passou sete na cadeia e nunca deixou de contar o que se passava atrás das grades através do seu blogue: vocescubanas.com/voztraslasrejas/
Nunca se calou, apesar de ter sido preso por ser uma voz incómoda contra o regime.

Pablo Pacheco: “As provas que o governo cubano usou contra mim foram uma máquina de escrever de 1950, um gravador de jornalista, canetas, lápis, um fax, folhas em branco, livros de jornalismo e um rádio. Tenho isso tudo.”

Euronews: “Para si, tem algum significado o facto da presidência ter passado de Fidel para Raul Castro?”

Pablo Pacheco: “Respeito a opinião de cada um. Mas acredito que sim, que se Fidel Castro estivesse no poder, neste momento, esta entrevista não teria sido realizada. Creio que Raul pode ser o homem que vai mudar as coisas em Cuba, dar um passo que o tire da sombra do irmão… porque acredito que Raúl viveu toda a sua vida na sombra de Fidel Castro.”