Última hora

Última hora

Rússia: Serviços secretos com mais poder para reprimir "potenciais suspeitos"

Em leitura:

Rússia: Serviços secretos com mais poder para reprimir "potenciais suspeitos"

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo vai reforçar o poder dos serviços secretos, sob as críticas das organizações de defesa dos direitos humanos.

O Parlamento aprovou hoje por maioria, uma lei que atribui novas competências ao FSB para reprimir suspeitos potenciais de actividades criminosas.

A legislação, defendida pelo presidente Dmitry Medvedev, inclui penas de prisão e multas até 1300 euros para todos os indivíduos que entravem a acção dos serviços secretos.

Para a oposição, a lei ameaça tornar-se numa nova ferramenta repressiva do regime.

As principais organizações de defesa dos direitos humanos russas, enviaram uma carta ao presidente, jurista de formação, para pedirem a não promulgação da lei que, segundo eles, viola o princípio de presunção de inocência.

Os críticos falam de uma nova tentativa de intimidação dos dissidentes e de um controlo reforçado dos cidadãos, como nos tempos do KGB soviético.