Última hora

Última hora

Suíça: primeira entrevista de Polanski em liberdade

Em leitura:

Suíça: primeira entrevista de Polanski em liberdade

Tamanho do texto Aa Aa

É a primeira aparição pública do realizador norte-americano Roman Polanski, desde a sua detenção na Suíça.

O cineasta concedeu uma entrevista ao canal público helvético, uma semana depois de Berna ter recusado extraditá-lo para os Estados Unidos Unidos, libertando-o da prisão domiciliária.

“Eu não estou zangado com o povo suíço, por quem mantenho um grande respeito e amizade, em especial os habitantes da cidade de Gstaad que me apoiaram desde o início”.

“Disse um dia que se pudesse fugir, teria sido num balão. Pensou mesmo nessa hipótese?”

“Se tivesse pensado não teria hesitado em fazê-lo porque era extremamente fácil, a pulseira electrónica que me colocaram num pé não poderia impedi-lo e a fronteira francesa é aqui mesmo ao lado. Mas toda a gente sabe que eu nunca seria capaz de fazer uma coisa dessas” (…) “para já não sei o que vou fazer. Para já estou contente por ter recuperado a minha liberdade e por poder dedicar-me às coisas que sempre defendi”.

O realizador tinha sido detido na Suíça, em Setembro, a pedido da justiça norte-americana.

Roman Polanski era acusado de abuso de uma menor de 13 anos, num caso datado de 1977 e que o impede ainda hoje de regressar aos Estados Unidos, mesmo depois da vítima ter perdoado publicamente o realizador.