Última hora

Última hora

Hamas proibe mulheres de fumarem em público em Gaza

Em leitura:

Hamas proibe mulheres de fumarem em público em Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

O Hamas palestiniano reforça a aplicação da “sharia”, a lei islâmica, na Faixa de Gaza. O movimento islamita proibiu, desde ontem, as mulheres de fumarem em público, o tradicional “narguilé”, o cachimbo de água.

Uma medida, que se soma a outras tomadas nas últimas semanas, como a de, por exemplo, proibir os cabeleireiros homens de cortar o cabelo a mulheres.

O responsável da polícia do Hamas justifica a decisão de proibir as mulheres de fumarem em público, afirmando que, “este hábito é incompatível com as tradições do povo palestiniano e é uma forma de prevenir que as crianças e as gerações mais jovens ganhem maus hábitos”.

A lei não se aplica, obviamente, aos homens que vão poder continuar, em plena época estival, a fumar narguilé nos cafés de praia e outros locais públicos.

Um homem afirma, no entanto, estar contra a medida: “nenhum governo ou partido tem o direito de proibir o cachimbo de água. É uma medida que vai contra a liberdade individual de cada um, como fumar cigarros. Se querem probir algo que proíbam também o tabaco em geral. Eu estou contra esta medida”.

O governo do Hamas sublinha que as mulheres poderão continuar a fumar, mas em privado, ou em zonas fechadas, como acontece actualmente em países como a Arábia Saudita.