Última hora

Em leitura:

Pianista russo clama inocência


Tailândia

Pianista russo clama inocência

O pianista russo Mikhaïl Pletnev acusado de violar um menor declarou estar inocente perante a justiça tailandesa.

À saída do tribunal, o director artístico da Orquestra Nacional da Rússia garantiu que, contrariamente, ao que tem vindo a ser avançado pelos meios de comunicação social, a acusação não tem provas.

Pletnev prometeu, ainda colaborar com as autoridades e respeitar as regras da justiça tailandesa.

As autoridades apresentam outra versão e garantem ter confiscado um disco rígido externo com filmes e fotografias pornográficas.

O pianista de 53 anos foi detido no início de Julho na estância balnear de Pattaya, alegadamente, por violado um rapaz de 14 anos. Foi libertado sob caução e autorizado a deixar o país, mas está obrigado a apresentar-se periodicamente perante os juízes.

O pianista incorre numa pena que pode chegar aos 20 anos de prisão.

Acidente ferroviário mata pelo menos 49 pessoas na Índia

Índia

Acidente ferroviário mata pelo menos 49 pessoas na Índia