Última hora

Última hora

Bruxelas quer reduzir em metade o número de mortos nas estradas europeias

Em leitura:

Bruxelas quer reduzir em metade o número de mortos nas estradas europeias

Tamanho do texto Aa Aa

Velocidade, álcool, mau estado das vias…as razões são conhecidas e matam cem europeus todos os dias. E por cada morto quatro pessoas ficam incapacitadas para a vida. Um custo demasiado elevado que a Comissão Europeia quer reduzir para metade os próximos dez anos.

O plano de Bruxelas de luta contra a sinistralidade rodoviária vai para além do reforço das sanções e da formação dos condutores, como explica Siim Kallas, comissário europeu dos Transportes: “Já conseguimos fazer muitos progressos na última década e, por isso, é mais difícil fazer ainda mais. Precisamos de juntar a engenharia e a tecnologia aos métodos tradicionais de treino e vigilância”.

Nesta luta, Bruxelas quer incentivar a melhoria das infra-estruturas e impulsionar os veículos inteligentes. Mas recusa avançar para a harmonização das sanções e dos limites de velocidade nos Vinte e Sete.

Os europeus têm consciência dos problemas da segurança rodoviária. Segundo o Eurobarómetro, 94% dos cidadãos considera que o álcool é o principal problema, seguido da velocidade (78%).