Última hora

Última hora

Haiti à espera de um novo sismo: o da Sida

Em leitura:

Haiti à espera de um novo sismo: o da Sida

Tamanho do texto Aa Aa

Manifestações em Viena à margem da décima oitava Conferência Internacional sobre Sida.

Os manifestantes lembram que a Sida será o próximo sismo no Hait, onde vivem mais 120 mil pessoas infectadas. Este manifestante denuncia:
“Hoje estamos aqui para fazer ouvir a nossa voz e defender as pessoas com Sida no Haiti, para que compreendam que a comunidade internacional deve apoiar os hatianos com infectados porque o governo do Haiti não que saber, nâo se interessa, e a sida será o proximo terramoto”.

A Onusida defende que dez milhões de mortes podem ser evitadas até 2025, e um milhão de novas infecções todos os anos, se os objectivos que estabeleceu de combate à doença forem levados a sério.

Neste contexto o prémio Onusida foi este ano entregue por annie Lennox, embaixadora da organizaçao à indiana Naina Rani pelo trabalho desenvolvido pela sua fundação, que opera no sudeste da India na prevenção da transmissao da doença de pais para filhos.

Mais de vinte mil pessoas, entre investigadores, médicos e membros de diversas associações, estão reunidos em Viena a partir de domingo na XVIII Conferência Internacional sobre Sida, que decorre sob o tema “Direitos Aqui e Agora.