Última hora

Última hora

As duas facetas de Haradinaj: herói e criminoso

Em leitura:

As duas facetas de Haradinaj: herói e criminoso

Tamanho do texto Aa Aa

Em Pristina, a decisão do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia foi recebida com surpresa.

O partido Aliança para o Futuro do Kosovo (AAK) do antigo primeiro-ministro lamenta que o processo volte à estaca zero.

“A notícia de que o julgamento de Ramush Haradinaj vai ser repetido é muito má para o AAK, para os cidadãos do Kosovo e para o próprio Estado” afirma o líder do partido, Blerim Shala.

Para a maioria albanesa, o então comandante do Exército de Libertação do Kosovo é um herói. Já a população servia vê em Haradinaj um criminoso de guerra.

A acusação defende que “esta é uma grande vitória para o Tribunal Penal Internacional e para as vítimas de todos os crimes que aconteceram no Kosovo durante esse tempo”. Factos que remontam a 1998.

Esta quinta-feira, o Tribunal Internacional de Justiça pronuncia-se sobre a legalidade da declaração de independência do Kosovo.