Última hora

Última hora

Controladores aéreos franceses estão em greve

Em leitura:

Controladores aéreos franceses estão em greve

Tamanho do texto Aa Aa

Em plenas férias de verão, hoje é dia de protesto contra a unificação dos espaços aéreos europeus.

Os sindicatos temem consequências sobre o estatuto profissional de cerca de 4.400 controladores de tráfego aéreo e de outros oito mil funcionários.

Desde o final do dia desta terça-feira, alguns voos dos principais aeroportos da capital francesa foram cancelados.

“Lamentamos pelos turistas, mas não somos responsáveis pela greve, porque há vários meses e semanas que pedimos à administração para não adoptar o acordo de fusão durante o Verão e aguardar até ao fim do processo de mediação”, diz Philippe Lohat, secretário nacional dos controladores aéreos.

O aeroporto Charles de Gaulle, no norte de Paris, vai ser atingido com atrasos e cancelamentos. O tráfego aéreo do país, incluindo os voos que atravessam a França, vai ser perturbado durante o dia.

O projecto do céu único europeu foi acelerado principalmente depois dos estragos provocados pela nuvem de cinza, proveniente do vulcão islandês.

A França é um dos seis países europeus, incluindo Bélgica, Alemanha, Luxemburgo, Holanda e Suíça, que assinaram um acordo há dois anos para a criação de um único espaço aéreo central europeu como parte um plano mais amplo para gradualmente unificar o controlo de tráfego em toda a Europa.