Última hora

Última hora

Tribunal Internacional de Justiça decide sobre independência do Kosovo

Em leitura:

Tribunal Internacional de Justiça decide sobre independência do Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Internacional de Justiça pronuncia-se esta quinta-feira sobre a legalidade da autoproclamação da independência do Kosovo, a 17 de Fevereiro de 2008.

O parecer, não vinculativo, é aguardado com expectativa pelas autoridades kosovares albanesas de Pristina, porque pode significar o início de uma nova era numa região onde as tensões ainda continuam altas.

“Queremos que a Sérvia admita os factos, ou seja, que o Kosovo é um país formalmente reconhecido como tal por várias nações em todo o mundo, e que vai tornar-se um membro da comunidade internacional a todos os níveis”, diz o ministro kosovar dos Negócios Estrangeiros, Skender Hyseni.

Belgrado continua a considerar o Kosovo uma província, mas o estado independente já foi reconhecido por 69 países, incluindo os Estados Unidos e a maioria das nações da União Europeia.

Para a Sérvia, o parecer do Tribunal significa o prelúdio de novas “conversações” sobre o território.

“No futuro, vamos ver se as fronteiras dos Estados-membros da União Europeia estarão a salvo de ambições separatistas. Por outras palavras, vamos saber se a declaração unilateral de independência é legal”, afirma Vuk Jeremic, o chefe da diplomacia sérvia.

Outros países com grupos separatistas, como Espanha e a China, deverão acompanhar bem de perto a audiência desta quinta-feira, para perceber até que ponto poderão enfrentar um cenário próximo aos conflitos nos Balcãs.