Última hora

Última hora

Ordem de prisão para membros das Forças Armadas na Turquia

Em leitura:

Ordem de prisão para membros das Forças Armadas na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Autoridades turcas decretam mais uma ordem de prisão a altas patentes das forças armadas.

A ordem judicial foi emitida, por um tribunal de Istambul, contra dois almirantes e cinco generais de vários ramos, todos no activo.

São acusados de envolvimento numa conspiração, em 2003, com vista a um golpe de estado. Mais 95 pessoas foram detidas.

Entre elas estão três chefes militares na reserva, o general Cetin Dogan, ex-comandante do Exército turco, que tinha sido já detido em Fevereiro, o almirante Ozden Ornek, da Marinha, e o comandante Ibrahim Firtina, da Força Aérea.

No total quase 200 pessoas deverão começar a ser julgadas a 16 de Dezembro. Os principais arguidos neste processo arriscam-se a penas que podem ir de 15 a 20 anos de prisão.

A tensão entre governo e forças armadas na Turquia é uma constante desde que Erdogan chegou ao poder. O Primeiro-ministro é acusado, entre outras coisas, de promover o fundamentalismo religioso.